GestorCFC

10 sinais de que chegou a hora de investir em seu CFC

10 sinais de que chegou a hora de investir em seu CFC

Em um momento em que a palavra que mais se ouve falar é ‘crise’, há quem esteja passando por ela sem sentir seus efeitos de uma forma tão terrível quanto se vê por aí.

Mas qual é o segredo disso? Há como aproveitar as dicas de especialistas para escapar desse período conturbado na economia e ainda continuar investindo no negócio? Pois saiba que há, sim.

Neste artigo, você vai conhecer 10 sinais de que chegou a hora de investir em seu CFC.

Chegou a hora de investir no seu CFC?

what

Sempre que alguma coisa dá errado, há duas formas comuns de agir: uns partem para a ação imediatamente, enquanto outros acreditam que o melhor é se manter estagnado, até a crise passar.

Acontece que, na grande maioria das vezes, quem se sai bem no final é justamente aquele empreendedor que não se deixou abalar pela “nuvem negra” que assusta aos demais. É aquele que saiu na frente, ajustou as velas e seguiu navegando até encontrar o rumo certo.

Neste momento em particular, estamos sendo bombardeados por todo tipo de noticia ruim: crise política e econômica, desemprego, fechamento de empresas e por aí vai.

Esta é uma realidade temerosa,  que até pode ser vivenciada por alguns. Mas deixar que um sentimento de impotência tome conta da nossa mente e paralise qualquer ação é, no mínimo, concordar com uma fatalidade que não existe e se dar por vencido antes da batalha terminar.

Por isso, acreditamos que fazer diferente ainda é o melhor negócio e separamos 10 sinais de que chegou a hora de investir em seu CFC.

Conheça quais são eles e invista, sim, no seu crescimento. Afinal, quando esta maré de pessimismo passar, o seu negócio vai estar entre os mais fortes do ramo.

1. Acomodação na zona de conforto

Toda crise funciona quase como um processo de “seleção natural”, onde o mais preparado se mantém forte e caminhando em direção ao futuro.
Quando os gestores não se preocupam em saber o que as outras empresas estão fazendo para inovar e nem tem o hábito de pesquisar mais sobre sua área de atuação,o risco de não sobreviver é certo.
Lembre-se: inovação e produtividade movem o mundo.

2. A única preocupação é vender ‘mais do mesmo’

Outro sinal bastante comum de que chegou a hora de investir no seu CFC acontece quando as reuniões de trabalho tratam somente da preocupação com o aumento das vendas, tirando o máximo de lucratividade das soluções já bastante conhecidas pelos consumidores.
Acontece que essas mesmas soluções são ofertadas pelos seus concorrentes, e não há preocupação em oferecer algo melhor e mais moderno.
Agora imagine: agindo assim, quais serão os diferenciais da sua autoescola para se destacar da concorrência?

3. A inovação nunca é um assunto importante

A inovação nunca é um assunto importante
Isto significa que o gestor não frequenta seminários, nem outras atividades do gênero para se atualizar, fazendo sempre tudo igual, ou seja: somente aquilo que deve ser feito para cumprir sua rotina diária.
Esta é uma questão essencial para a sobrevivência de qualquer CFC atualmente.

4. Equipe desmotivada

Quando a liderança de uma autoescola está mergulhada na ‘mesmice’, é lógico que a sua equipe também estará.
Se os colaboradores não veem entusiasmo e a busca por novos caminhos, é natural que também se acomodem, cumprindo apenas as tarefas que lhe são solicitadas.
Aliás, já falamos sobre o papel da liderança no sucesso das empresas aqui neste post:  Você é um chefe ou um líder no seu CFC?

5. Ideias novas não são reconhecidas e nem premiadas

ideias-novas
A busca de soluções inovadoras passa, necessariamente, por ideias novas. Quando a equipe contribui neste aspecto, coloca o CFC um passo à frente da concorrência.
Assim, invista nos colaboradores engajados. Premie quem teve a ideia e também quem a implementou e controlou trazendo bons resultados para a empresa.

6. Não existem objetivos de longo prazo

Se você não sabe para onde está indo, a única certeza é de que não chegará a lugar algum.
Quando não existe foco no futuro do CFC ou, quando este foco não é compartilhado com a equipe, não há como obter a contribuição de todos, mesmo que haja um clima de boa vontade na empresa.
Por isso, invista no seu CFC também em algo que não demanda dinheiro: o compartilhamento de ideias e objetivos para o futuro.

7. Ferramentas inadequadas e descontrole de dados

Ferramentas inadequadas e descontrole de dados
Então, a crise está rondando e você quer agir rápido mas não sabe por onde começar porque as informações a respeito do negócio estão desorganizadas?
Este é aquele momento crucial, quando um  forte sentimento de otimismo aparece logo que visualizamos uma ótima oportunidade de fazer a empresa crescer.
Seja um contrato novo, seja o enfraquecimento da concorrência, enfim… qualquer motivo que nos faça sentir a necessidade de agir rápido para agarrar oportunidades.
Acontece que, se o gestor não sabe a quantas andam os indicadores financeiros do CFC, por exemplo, não sabe ‘se’ pode investir e muito menos ‘quanto’ investir.
Manter as informações da autoescola organizadas e contar com um software de gestão para CFC permite tomar decisões acertadas e na hora exata!

8. Competências não são desenvolvidas

O conhecimento é a chave que abre as portas da inovação e do crescimento de qualquer empresa.
Adquirir conhecimento e estar aberto a reciclagem quando necessário, através de treinamentos, é o oxigênio que move a empresa em direção ao sucesso.
Por isso, invista no desenvolvimento das suas competências e nas dos seus colaboradores, do instrutor de trânsito ao atendente.

9. Custos elevados e muita gente envolvida numa mesma tarefa

custos-elevados

Outra questão importante a considerar neste período de crise econômica é, com certeza, a redução de custos.

Mas não basta agir da mesma forma que a 100 anos atrás, pensando que para reduzir custos a única coisa a fazer é demitir colaboradores. O jogo de cintura e a inteligência administrativa são cruciais aqui.

Por exemplo: se é preciso ter vários colaboradores para cuidar do setor financeiro, é sinal de que o seu CFC é bem grande ou, que está sendo mal administrado.

Como já falamos em outros artigos, é preciso otimizar a gestão, alocar pessoas onde elas são mais necessárias e desafogar setores através da tecnologia.

O ganho de tempo é imenso e a diminuição de custos também se nota muito rapidamente. Veja mais detalhes sobre esta questão neste artigo: Gaste menos tempo com financeiro e invista na sua estratégia de vendas.

10. Falta de confiança e de investimento

Em entrevista recente para o Jornal da Globo, economistas avaliaram qual é a saída para a atual crise brasileira.

Segundo eles, o principal empecilho para que as coisas voltem ao normal o quanto antes ainda é a falta de confiança e de inovação, que emperram o desenvolvimento do país.

Segundo SIMÃO SILBER, professor de economia da USP, “a grande saída mesmo é o investimento“.

E então, qual destes 10 sinais você reconhece como cruciais para voltar investir em seu CFC? Deixe seu recado nos comentários!

Novidade em Marketing para Autoescola/CFC

Conheça a nova versão do SiteCFC. A solução mais simples, completa e acessível para sua autoescola ter um site que GERA VENDAS!

Seja encontrado no Google

Atenda pelo Whatsapp

Publique o que é importante

Acesso à Área do Aluno

Divulgue e venda como nunca

Fechar Menu
GestorCFC